Like one of my previous posts informed you, I am currently in Brazil and loving every second of it! Today I decided to share some of my other Brazilian adventures with you. A quick online research helped me come across some excellent recommendations in terms of touristic sights and places I must visit before I leave, whenever that might be. And because I like to take pertinent recommendations extremely serious, I went to Ouro Preto, one of the best preserved colonial towns here, and I enjoyed every piece of architecture I saw there. I also went to the Teatro Amazonas and Olinda. As for the beaches, my breath was taken by the Salvador Beaches and the Fernando de Noronha archipelago. If you are curious to learn more about all of these, I encourage you t book a flight to Brazil and take your time – there are plenty more to visit, see, feel, and experience here! And because you know I am a technology geek, here is a little something on mobile devices and casino gambling within the liens below.

Happy Week-ends With Mobile Games

 

Are you confused of how to spend your weekends? You can choose playing best online casinos games instead of opting to fly out to some place. Flying out somewhere needs you to book tickets for airfares, book hotel rooms and so on. This causes more money to be spent. If you prefer for an online casino mobile game it is as simple as a real casino game to play. You need not spend much money on them too. You can have the thrill of betting in the game and win them if you are supported by luck. Varieties of casino games like online poker, blackjack and jackpot are available. Among which blackjack is said to be a favorite game for many players. Each and every capacitance of a real casino is made available in an online casino mobile. Though luck favors your game, your skills also matters a lot. You can decide to download some top Casino Apps right onto your mobile device or tablet. They should be 100% free, in case they are coming from a trustworthy online ambling venue you already know – they are easy to install and use and they can keep you hooked for many hours, no matter where you are, as long as you have Internet access.

 

Taste The Excitement!

 

You can really experience the excitement and risk of the casino games while you get started to play. Unlike a real casino there is no noise or smoke problem while you play in online casino mobile games. If you play casino games in your house you can stay away from noise and other distractions, meanwhile you can concentrate in your game. You need not travel for a casino place and can play the games at anytime you wish which might be during your travel too. Almost every online casino games offer bonus money for a new player. Other casinos offer money after your initial deposit amount. For more details, make sure you visit this link here www.casinoformobile.org next time you feel like doing some mobile gambling for real money while traveling all the way to Brazil!

 
 

 

Português
A Blender Conference não é o Rock’n Rio mas EU VOU :D

E o mais legal é que estou indo apresentar o trabalho que desenvolvemos em Vancouver.
Se você quiser acompanhar a minha apresentação será 25/10 9:30 da manhã.

Ainda não sei qual será o link para as transmissões das palestras, workshops e apresentações, mas no mais tardar na sexta eu posto aqui o endereço.

Quem quiser ver a programação completa pode conferir no site da Blender Fundation.

Vou tentar fazer uma cobertura do evento aqui no Blog. Se eu não conseguir atualizar diariamente, vou tentar pelo menos escrever nas semanas seguintes à conferência.

Portanto aguarde fotos, fatos e files :)

Grande abraço,
Dalai

PS.: Esta é a terceira tentativa para achar o melhor formato de post bi-língüe. No fundo acho que sempre vai depender do conteúdo do post. Mas se estiver ficando ruim de ler, please let me know ;)

English
Amsterdam rocks !

It’s funny that when i decided to travel this year, Netherlands was my first option.I though it would be easier to find a Blender related internship in its hometown.

However I changed my mind after realize a few things: they don’t speak English as a first language in Netherlands, living in Euro is way too expensive and they don’t have so many studios working with Blender over there.

In the end I come to Canada, where I got a summer intern job with Blender at UBC (Vancouver).

Go big or go home

Ironically, the job in Vancouver was the one that opened a door for me to go to Europe.

In the end of the summer we submitted a presentation proposal to the Blender Conference.
And as you can see in the incredible schedule, we are in :)

I will try to document the conference as much as I can.

Cheers,
Dalai

BlenderConference

De Waag, foto por Pablo Vazquez (venomGFX)

Eu fiz alguma besteira que perdi o post. Bom estou botando no ar de novo 🙂

A apresentação acabou a pouco e foi super bacana. Tivemos um problema que eu explico depois 🙂 Mas no final acho que deu tudo certo.

/* versão em português */
What do you need to organize a workshop?

Well, last August we had one at UBC, and this is what this post is about.
The main idea was to use it as a conclusion activity to our summer tasks. It also would be a good opportunity to give something back to the community since we have received so much from them.

Mike Pan and I did a general call to Blender users of the west coast of North America (ok, Vancouver and Seattle). The meeting was intended to be a friendly talk about Blender, Blender Game Engine, and the project itself.

SCHEDULE OF EVENTS:

09:30 – 10:00 Reception
10:00 – 10:30 Discovering Blender: An Introduction to Blender
10:30 – 11:00 Blender as a visualization tool for Fisheries Center
11:00 – 12:30 Lab: Your first game
12:30 – 01:00 Lunch
01:00 – 03:00 Lab: Materials and lighting in games
03:00 – 04:30 Lab: Physics, Python and Shaders
04:30 – 05:00 Basic optimization for realtime application
05:00 – 05:30 Closing

More then twenty people showed up. If you take a look at the schedule you can see that we tried to use the whole time. However, as the most import thing is the people being together, we had a few breaks to intended socialization.


Read More →

/* English version */

O que que se precisa para se organizar um seminário?

Bom, em agosto organizamos um workshop na UBC.
A idéia era que isto servisse com um desfecho de nossas atividades de verão e uma forma do projeto retribuir o tanto que tem recebido da comunidade de Blender.

Eu disse verão? Pois é meus amigos, minhas aventuras pelo hemisfério norte continuam. E por mais que esteja devendo um artigo completo sobre o que que rolou em Vancouver, acredito que de post em post vai ficando mais claro.

Eu e Mike encaramos o desafio de chamar os usuários de Blender nas cercanias, para falarmos de Blender, Blender Game Engine e falar sobre o projeto.

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO:

09:30 – 10:00 Recepção
10:00 – 10:30 Descobrindo Blender: Uma Introdução ao Blender
10:30 – 11:00 Blender como uma ferramenta de visualizão para o Fisheries Center
11:00 – 12:30 Lab: O seu primeiro jogo
12:30 – 01:00 Almoço
01:00 – 03:00 Lab: Materiais e iluminação para jogos
03:00 – 04:30 Lab: Física, Python e Shaders
04:30 – 05:00 Otimizações básicas para aplicações em tempo-real
05:00 – 05:30 Encerramento

Mais de vinte pessoas compareceram, e pela programação acima dá pra ver que tentamos aproveitar o tempo ao máximo. Sendo este o primeiro evento da costa oeste canadense, fizemos questão também de reservar um bom espaço para as pessoas se conhecerem.

Descobrindo Blender: Uma Introdução ao Blender

Bom, o dia começou com uma exibição do Big Buck Bunny. Para quem não conhece este é um curta realizado por uma equipe de nove artistas e desenvolvedores para promover o uso do programa 3D Blender e aprimorar algumas de suas ferramentas diante de demandas provenientes de uma produção real.

Big Buck Bunny

Além disso compilamos uma série de vídeos mostrando do que a Game Engine do Blender é capaz. Para isso procuramos enfatizar usos outros que a produção de jogos em sim.

Para quem quiser uma lista do material lá vai:
Boom Demo(Endi), Club Silo(Luma Labs), DukDuk!(Glenn Melenhorst), Yo Frankie! (Apricot team), Jogo da Coleta (Diego Rangel), Passeio Arquitetônico (Cícero Moraes). Além dos demos que o Mike disponibiliza no site dele, e o meu antigo Passeio Virtual Urbano.

A nossa idéia era mostrar o amplo leque de possibilidades que o Blender nos oferece. Não só como uma ferramenta para jogos e filmes, mas para qualquer tipo de visualização que precise do computador (em especial visualizações interativas, que era o foco do nosso encontro).

Mike Pan

Blender como uma ferramenta de visualização para o Fisheries Center

Este projeto começou no início de 2007 como uma parceria entre o Fisheries Center da University of British Columbia e o Masters of Digital Media Program. O objetivo do projeto é aliar informação científica de qualidade com tecnologia de ponta.

O Fisheries Center desenvolve um software chamado EcoSim. Simplicando bastante, este é um programa que te permite prever a quantidade de peixes e outras formas de vida marinha de acordo com a informação que é passada para ele. No caso, a entrada de dados corresponde a políticas do setor pesqueiro, e informações da região.

Com isso, o EcoSim é uma ferramenta de suporte à políticos e representantes do setor. Sem muitas dificuldades você altera alguma informação importante (a temporada de pesca do salmão, por exemplo) e consegue ter uma estimativa das possíveis consequências.

Para produzir um resultado mais fácil de ser apreciado, o Blender está sendo utilizado para produzir visualizações em tempo-real, de como ficaria determinada parte do oceano. O que vale é o efeito comparativo, então para cada região temos um cenário correspondente a bacia, populado com as espécies proporcionalmente de acordo com a informação passada pelo EcoSim.

O EcoPath roda como um servidor de dados, se comunicando com o Blender através de um cliente .NET .
O Blender se valendo de scripts em Python, recebe os dados do servidor e produz a visualização.

Simples não 😀

Enfim, mostramos os arquivos, os scripts, explicamos como tudo isso funciona junto, e como era nosso método de trabalho.
Mostramos também o arquivo rodando dentro do Blender e um vídeo mostrando uma espécie de making-off (caso o arquivo desse errado :p).

Dentro dos tópicos mais avançados falamos de:

GLSL shaders para animação dos peixes (com uma performance 10x superior do que por armaduras tradicionais). [1].[2]

AI: inteligência artificial com python (boundary, flock behavior, predatorial). [1].[2].[3]

UI: Criação de uma interface (menus) e interação com o usuário. [1].[2]

Lab: Materiais e iluminação para jogos e Lab: Física, Python e Shaders

Para esta sessão, resolvemos fazer uma atividade prática. Queriamos demonstrar o uso de interações física na Game Engine, e explicar algumas configurações gerais.

Acabou que o workshop foi um dia depois do lançamento do Blender 2.47. Te confesso que me senti um pouco culpado depois de fazer mais de 20 downloads do site oficial, mas enfim, estávamos todos equipados com o que de melhor o Blender tinha a nos oferecer.

Quem quiser dar uma conferida no arquivo que utilizamos como base para o jogo está aqui:
Boliche.blend

É um jogo simples de boliche. Como o tempo que dispunhamos não era tão generoso, ficamos trabalhando em cima deste arquivo, configurando, alterando, explorando, personalizando.

No final atendendo a pedidos entramos um pouco em programação de scripts para a Game Engine.

Otimizações básicas para aplicações em tempo-real

Por fim, depois de amacear a carne chegamos no último ponto do workshop.

Falamos de algumas técnicas básicas para produção de jogos, ilustrando elas com slides e relacionando elas ao projeto.

Alguns dos tópicos abordados foram:

– display list: aumento de performance em placas de vídeo atuais.
– textures power of 2: texturas múltiplas de potências de 2 (256, 512, 1024, …)
– low-poly modelling: redução / otimização do número de polígonos dos objetos
– baking – utilizando texturas para simular sombras e detalhes
– debugging and bottlenecks: como identificar e solucionar problemas com o Blender e a Game Engine

Encerramento:

Chegamos no final do dia cansados, mas completamente realizados. A participação dos presentes, e o grau de entuasiasmo de todos fez com que não tivessemos dúvida da importância deste tipo de evento para empolgar e conectar as pessoas.

Se trabalhar com o Blender já é bom, saber que tem gente por perto no mesmo caminho que você é melhor ainda.

Eu quero que mais e mais encontros como este venham a se realizar. Se é no Canadá, no Brasil ou na Holanda, para mim tanto faz. Contanto que eu esteja por perto está valendo.

Claro que não é das tarefas mais simples organizar este tipo de evento. Mas espero que estas palavras estimulem e auxiliem quem delas se valher 😉

Um grande abraço,
Dalai

Links relacionados:

http://www.blendernation.com/2008/08/20/blender-workshop-in-vancouver-bc-august-24/
http://www.blendernation.com/2008/08/28/blender-vancouver-workshop-photos/